blog

Tenha cuidado com firmas de SEO e consultores ou agências na Web que enviam e-mails inesperados

04/08/2018 Leandro Cavalieri
Tenha cuidado com firmas de SEO e consultores ou agências na Web que enviam e-mails inesperados
  • Tenha cuidado com firmas de SEO e consultores ou agências na Web que enviam e-mails inesperados.

    Pode parecer incrível, mas nós também recebemos este tipo de spam:

    "Prezado google.com.br,
    Visitamos seu site e constatamos que você não aparece na maioria dos principais diretórios e mecanismos de pesquisa..."

    Se você receber e-mails não solicitados sobre mecanismos de pesquisa, mantenha o mesmo ceticismo que teria em relação a pílulas dietéticas que "queimam a gordura enquanto você dorme" ou solicitações para ajudar a transferir o dinheiro de ditadores depostos.

  • Ninguém pode garantir a classificação em primeiro lugar no Google.

    Cuidado com os SEOs que dizem garantir sua classificação ou ter um "relacionamento privilegiado" com o Google ou que anunciam um "envio prioritário" para o Google. Não existe envio prioritário para o Google. Na verdade, a única maneira de enviar um site diretamente ao Google é por meio de nossa página Adicionar URLou enviando um Sitemap. Você mesmo pode fazer isso sem qualquer custo.

  • Tome cuidado se uma empresa tiver muitos segredos ou não explicar claramente o que pretende.

    Se algo não estiver claro, peça explicações. Se um SEO criar um conteúdo fraudulento ou enganoso em seu nome, como páginas de entrada ou domínios "descartáveis", seu site poderá ser removido do índice do Google. Em última análise, você é responsável pelas ações das empresas que contratar. Por isso, é melhor verificar exatamente como elas pretendem "ajudar" você. Se um SEO possuir acesso ao FTP do seu servidor, ele deverá explicar todas as alterações que estão sendo feitas no seu site.

  • Você não deve ter um link para um SEO.

    Evite SEOs que falam do poder dos links "gratuitos e para todos", de esquemas de popularidade de links ou que enviam seu site para milhares de mecanismos de pesquisa. Normalmente, essas ações são inúteis e não afetam sua classificação nos resultados dos principais mecanismos de pesquisa (não de uma forma que você consideraria positiva).

  • Escolha com cuidado.

    Em caso de dúvida em relação a determinado SEO, pesquise o mercado. Evidentemente, você pode fazer isso no Google. Procure também algumas das histórias que apareceram na imprensa, incluindo este artigo sobre um SEO particularmente agressivo: http://seattletimes.nwsource.com/html/businesstechnology/2002002970_nwbizbriefs12.html. Embora o Google não comente sobre empresas específicas, já encontramos empresas que se denominam SEOs e seguem práticas que claramente ultrapassam o comportamento comercial aceitável. Tome cuidado.

  • Tente entender para onde o dinheiro está indo.

    O Google nunca vende as melhores classificações nos resultados de pesquisa, mas existem vários mecanismos de pesquisa que combinam os resultados de pesquisa normais com resultados pagos por clique ou por inclusão. Alguns SEOs prometem que você ocupará as primeiras posições nos mecanismos de pesquisa, mas, na verdade, você aparecerá na seção de anúncios, e não nos resultados de pesquisa. Alguns SEOs chegam até a alterar o valor dos lances em tempo real para criar a ilusão de que "controlam" outros mecanismos de pesquisa e que podem escolher onde querem aparecer. Esse golpe não funciona com o Google, pois nossos anúncios são identificados de maneira clara e ficam separados dos nossos resultados de pesquisa. Mesmo assim, pergunte ao seu SEO em potencial quais taxas se destinam à inclusão permanente e quais se destinam a anúncios temporários.

  • Quais são os abusos mais comuns que o proprietário de um site pode encontrar?
  • Que outras coisas eu devo verificar?

    Há alguns sinais de aviso que mostram que você pode estar lidando com uma SEO desonesta. Está longe de ser uma lista completa. Por isso, se você tiver dúvidas, confie em seus instintos. E, principalmente, não pense duas vezes em desistir se a SEO:

    • tiver domínios de fachada
    • colocar links para outros clientes nas páginas de entrada
    • oferecer a venda de palavras-chave na barra de endereços
    • não distinguir entre resultados de pesquisa verdadeiros e anúncios exibidos nos resultados de pesquisa
    • garantir a classificação, mas somente para frases de palavras-chave longas e obscuras, que você usaria de qualquer forma
    • utilizar diversos aliases ou informações WHOIS falsas
    • trafegar a partir de "falsos" mecanismos de pesquisa, spyware ou scumware
    • tiver seus domínios excluídos do índice do Google ou se não for ela listada no Google

 

Fonte: https://support.google.com/webmasters/answer/35291?hl=pt-BR

Compartilhar nas redes sociais

posts relacionados

© Winsite 2012-2018. Todos os direitos reservados.

Logotipo Winsite Agência Web