blog

Números do e-commerce brasileiro e a influência do checkout

28/04/2020 Luiz Henrique
Números do e-commerce brasileiro e a influência do checkout

As previsões de crescimento, e por conseguinte, os números do e-commerce brasileiro são relevantes. É preciso aproveitar essa onda e surfar nas possibilidades resultantes dela. Com o Covid-19 os negócios nunca foram tão rápidos, inovadores e disruptivos. A transformação digital veio de maneira muito acelerada.

E isso é uma oportunidade em dois grandes sentidos:

  • Mais usuários estão online. Eles viraram potenciais compradores ou estão ainda mais propícios a comprar;
  • As pessoas foram incentivadas a comprar dos pequenos negócios, o que abriu oportunidades para competir no meio digital com os gigantes.

As possibilidades que você vai oferecer em sua loja online será determinante para a conclusão das vendas.

Boas opções de frete, facilidade de pagamento, alinhado à uma boa experiência de compra e navegação permitirá extrair ao máximo do volume de oportunidades das vendas online no Brasil.

Números do e-commerce brasileiro

Vamos considerar três estatísticas diferentes para analisarmos os números do e-commerce no Brasil. As fontes foram um estudo da DHL, pesquisas da Compre&Confie e Webshopers.

Estudo da DHL

Segundo o material da DHL, a previsão é que o e-commerce cresça anualmente 22% até 2021, em toda a América Latina, índice similar ao do Brasil, com uma expectativa de crescimento de 17%. Fica atrás apenas do México, com 25%.

Fonte: E-commerce Brasil

Números da Compre&Confie

Apesar da instabilidade econômica no Brasil, o e-commerce brasileiro cresceu 22,7% em 2019, faturando R$ 75,1 bilhões, em relação a 2018.

Fonte: E-commerce Brasil

Observe que os dados da Compre&Confie vão ao encontro dos números do estudo da DHL. Isso demonstra uma interseção entre os resultados. Particularmente confio mais em interseções de dados de diferentes fontes.

Webshopers

Para quem não conhece, o Webshoppers é realizado pela Ebit | Nielsen desde 2001. É um estudo sobre o comércio eletrônico brasileiro e uma das principais referência para o setor. A edição 40 do Webshoppers traz os seguintes dados:

A cada semestre o e-commerce brasileiro vem ganhando novos compradores. Somente no primeiro semestre de 2019, foram 5,3 milhões de novos clientes para os lojistas.

A onda de ser Mobile First está com força nas lojas virtuais. As compras via dispositivos móveis registram crescimento tanto no número de pedidos, quanto em faturamento. Embora o ticket médio tenha retraído, o faturamento cresceu consideravelmente.

Dentre as redes sociais, o Facebook, seguido do Instagram, é o maior motivador de compras em ambientes sociais. E os mecanismos de busca continua sendo o principal incentivador das compras.

Esses dados reforçam a importância de se criar e manter uma presença digital consistente. Reforça também a relevância do ZMOT em sua estratégia de vendas online.

O cartão de crédito é o meio de pagamento preferido. É interessante observar a preferência o e crescimento dos pagamentos à vista.

Essa prática contribui para reduzir o endividamento. Além de facilitar uma entrada de caixa mais rápida e barata aos lojistas.

Como percebemos, essas estatísticas demonstram números do e-commerce no Brasil e nos permite realizar planejamento estratégico.

Estatísticas e taxa de conversão

Talvez você não saiba, mas o e-commerce tem uma taxa de conversão de 1,33%. Taxa de conversão é a relação entre o total de pessoas que navegam em sua loja e o total que efetivam a compra.

Com uma taxa de 1,33%, significa dizer que a cada 1.000 pessoas, somente 13 vão comprar. Acredite, quem tem uma taxa de 1,33% está bastante feliz. Atualmente, a melhor taxa considerada é de 3,6%.

A influência do checkout

O processo de checkout de uma loja virtual é o mais importante de todos. Ele é um dos que garantem a conclusão da compra pelo usuário.

O usuário precisa ter uma experiência incrível e facilitada. Além de deixar o dinheiro na loja, ele precisa querer voltar para comprar novamente.

E o lojista precisa se certificar que tudo vai acontecer bem no momento mais crítico da jornada de compra do usuário. É preciso aproveitar ao máximo as possibilidades de se conseguir bons números e aumentar a taxa de conversão.

Como melhorar meus números

Existem diversas técnicas que poderão lhe ajudar a conquistar bons números no e-commerce. Antes de lhe informar quais seriam, me responda: quais são os seus números?

  • Você sabe quantas pessoas entram na sua loja virtual?
  • Desse universo, quantas compram?
  • De qual canal elas vem?
  • Em qual dia da semana e horário?

É importante também conhecer o fluxo que o usuário executa. Na maioria das vezes ele será diferente do que foi desenhado.

Isso significa que é preciso observar os dados e realizar mudanças para ir ao encontro da melhoria da taxa de conversão.

Abaixo, cinco sugestões para você melhorar seus números e vender mais.

  1. Garantir uma boa experiência mobile;
  2. Estar bem otimizado para os mecanismos de busca;
  3. Ter uma forte presencial social;
  4. Investir em melhorias de performance;
  5. Se certificar de estar com uma boa infraestrutura de servidores.

Sobre garantir uma boa experiência mobile

Os brasileiros estão conectados o tempo todo por meio de seus dispositivos móveis. Garantir uma boa experiência para esses números é aumentar a chance de vendas e fidelização. Em várias lojas virtuais o percentual de acesso via mobile chega a ser superior a 80%.

Com esse volume, é relevante desenhar um projeto Mobile First — pensando a interface para prover uma experiência que facilita todo o processo de compra.

E quando falamos de Mobile First, nos referimos ao conceito onde o desenvolvimento de projetos digitais é pensado, estruturado e desenvolvido primeiramente para os dispositivos móveis.

Estar bem otimizado para o Google

Saiba que a indexação dos sites realizados pelo Google também já é mobile. Ou seja, estamos falando de um buscador que em alguns casos é responsável por até 90% do tráfego. Ser Mobile First lhe permitirá, também, estar bem otimizado para o Google.

Há três implementações de SEO que te ajudarão turbinar seus resultados.

  • Priorizar a versão para mobile;
  • Melhorar a legibilidade dos conteúdos;
  • Otimizar a velocidade das páginas.

Ter uma forte presencial social

Nas pesquisas anteriormente demonstradas, percebemos a influência dos canais sociais na tomada de decisão de compras.

Portanto, você precisa conhecer as Tags para Mobile First e assim garantir aos seus usuários uma melhor performance, integração social e controle sobre a forma como os conteúdos são compartilhados socialmente.

Com essas tags você pode personalizar a aparência deles quando forem compartilhados nas redes sociais. É possível, por exemplo, manter um título na sua loja para priorizar o SEO e outro para gerar maior engajamento social.

Investir em melhorias de performance

É relevante investir em performance por inúmeros fatores. Vou destacar alguns deles.

  • os usuários não querem esperar por páginas que demoram a carregar;
  • sites que carregam rápidos geram mais negócios;
  • eles ficam melhores posicionados no Google;
  • ele não será penalizado pelo Facebook;
  • sua estratégia de marketing digital requer um site com boa performance;
  • a qualidade da internet móvel no Brasil não é boa;
  • cada segundo de velocidade a mais contará a seu favor;
  • aumentará sua taxa de conversão. Resultando em mais vendas e dinheiro no caixa.

Sobre investimento em infraestrutura de servidores

Se sua loja física tem x m², será possível ter no máximo x nº de pessoas dentro dela. Quando passar desse número, algumas ficarão do lado de fora. Ou elas vão aguardar e esperar sua vez, ou irão para a loja vizinha à sua.

Em servidor podemos fazer um paralelo. Isto é, a capacidade do seu servidor será o suficiente para atender x nº de pessoas.

Após esse número, a loja ficará lenta, sobrecarregada e a experiência de compra será ruim ou impossível de ser concretizada.

Como as pequenas empresas não tem uma equipe de infraestrutura, é aconselhável a contratação de hospedagem gerenciada para WordPress.

Com esse tipo de solução, o empreendedor foca em seu negócio e deixa a empresa por trás do serviço se atentar às questões técnicas, que são diversas:

  • Atualização de sistema operacional;
  • Atualização de softwares diversos;
  • Atualização do WordPress;
  • Atualização do WooCommerce;
  • Atualização dos plugins e temas em uso;
  • Monitoramento e revisão de segurança;
  • Monitoramento de disponibilidade.

Há diversos tipos de hospedagem, cada uma com o seu diferencial. É importante alinhar a necessidade do seu negócio com a solução ofertada e fazer a escolha.

Conclusão

Os números do e-commerce no Brasil vão crescer ano após ano. Você precisa acelerar suas tomadas de decisão para se aproveitar desse potencial. Tem oportunidades na mesa, mas você precisa se preparar.

Minha sugestão seria, primeiramente, para você conhecer mais a fundo os seus indicadores. Em seguida verificar os cinco pontos que abordamos.

  1. Garantir uma boa experiência mobile;
  2. Estar bem otimizado para os mecanismos de busca;
  3. Ter uma forte presencial social;
  4. Investir em melhorias de performance;
  5. Se certificar de estar com uma boa infraestrutura de servidores.

Acredito que eles contribuirão para aumentar sua taxa de conversão, o que obviamente resultará em mais vendas.

Fonte: E-commerce Brasil

Compartilhar nas redes sociais

posts relacionados

© Winsite 2012-2020. Todos os direitos reservados.

Logotipo Winsite Agência Web